quinta-feira, 27 de abril de 2017

PINHEIROS RENASCE NO NBB


Enquanto houver chances, haverá esperança. Esse foi o espírito que o EC Pinheiros incorporou para o Jogo 3 das quartas de final contra o Flamengo. Em pleno Tijuca Tênis Clube, a equipe do técnico César Guidetti ditou o ritmo da partida desde o início e venceu os atuais tetracampeões do NBB CAIXA de maneira imponente, na noite desta quarta-feira, pelo placar de 90 a 79.
O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.
Vai ter Jogo 4, sim! Com o resultado, o clube pinheirense garantiu a sobrevivência na série, reduziu a diferença no placar geral para 2 a 1 e forçou a realização do Jogo 4, que será na próxima segunda-feira (01/05), no Ginásio Poliesportivo Henrique Villaboim, em São Paulo (SP), às 19 horas, com transmissão ao vivo do SporTV.
Noite de gala: O Pinheiros colocou as cartas na mesa desde o início da partida e mostrou a que veio. Com vantagem de dez pontos aberta já no primeiro quarto (27 a 17), o time paulista seguiu com a liderança no placar durante toda a partida e chegou a ter 13 pontos de frente no último quarto (75 a 62). O Flamengo até reagiu com corrida de 9 a 0 na parcial final (75 a 71), mas os pinheirenses retomaram o controle do jogo, voltaram a ter dez pontos de frente e só administraram até o apagar das luzes.
Heróis: Todo o grupo pinheirense deu uma linda demonstração de coragem e superação por se impor e vencer de maneira incrível em plena casa dos atuais tetracampeões do NBB CAIXA. Os destaques na estatística ficaram por conta dos norte-americanos Desmond Holloway, cestinha da equipe com 20 pontos, e Corderro Bennett, que mesmo com dores durante toda a partida devido a uma contratura no quadril, encontrou forças para registrar 16 pontos, oito rebotes e seis assistências.
Fala aí: “Fizemos um grande jogo, todos foram muito bem. Defendemos melhor do que nos dois primeiros jogos e ofensivamente também fomos efetivos. Agora vamos para o próximo jogo com o mesmo objetivo, que é jogar forte na defesa, assim como fizemos hoje, e repetir o que fizemos ofensivamente. Vamos com tudo para ganhar esse jogo”, comentou Bennett.
Torres gêmeas: A dupla de garrafão do Pinheiros formada por Renan Lenz e Teichmann também teve extrema importância no resultado. O primeiro foi autor de 15 pontos e quatro rebotes, enquanto que o segundo deixou a quadra com importantes dez pontos (5/6 nas bolas de 2), oito rebotes e 18 de eficiência.
Time da virada? O rótulo de “time da virada” começou a ganhar força no Pinheiros. Em toda a história do NBB CAIXA, a equipe pinheinrense já reverteu três séries perdendo de 2 a 0 três vezes – nas quartas de 2011/2012 contra o Joinville, nas oitavas de 2012/2013 contra o Limeira e nas oitavas de 2015/2016 diante do Minas. O primeiro passo veio nesta terça-feira. Será que vem mais uma?
Fala aí: “Essa vitória mostra que o que a gente já acreditava é real. Sempre acreditamos, sempre tivemos esse pensamento de que o jogo é jogado. Tem que jogar, não tem jeito. Não existe favoritismo pré-jogo, se fosse assim não tinha jogo, não tinha playoffs, nada. Vamos continuar acreditando, com muita entrega, muita luta, e vamos em frente”, declarou Teichmann, do Pinheiros.
Nada deu certo: Não foi uma noite como o torcedor rubro-negro está acostumado a ver.  Diferentemente da maioria da temporada, o Flamengo não teve o controle da partida em momento algum e teve extrema dificuldade de segurar o ataque do Pinheiros, que fez 90 pontos em pleno Tijuca Tênis Clube.
Bem que tentaram: Com 19 pontos, Marquinhos teve mais uma grande atuação na série, mas não tão efetiva quanto às duas partidas anteriores. O camisa 11 ainda pegou sete rebotes e quatro assistências e totalizou 19 de eficiência. Marcelinho Machado, com 16 pontos e quatro rebotes, foi outro que se sobressaiu pela equipe rubro-negra. Vindo do banco, Fischer deixou a quadra com 11 pontos e três assistências.

domingo, 23 de abril de 2017

RIO PARDO FC VENCE GUAXUPÉ PELA LIDARP



A equipe adulta de basquete do RIO PARDO FC  venceu a equipe da Pref. de Guaxupé pelo placar de 54 a 52. O jogo foi disputado na cidade de São Sebastião do Paraíso, o jogo foi válido pela segunda rodada do Campeonato Regional da Lidarp. Com a vitória a equipe alvinegra está em segundo lugar no grupo B com 1 vitória e 1 derrota. No primeiro jogo a equipe da casa venceu Guaranésia e assumiu a primeira colocação do grupo. A última rodada será disputada no ginásio do Rio Pardo FC no dia 14 de maio domingo a partir das 8hs. A equipe Alvinegra precisa vencer Guaranésia e torcer por uma derrota de Guaxupé para São Sebastião do Paraíso.
O técnico Hebinho disse que o jogo foi bastante disputado, começamos bem, porém no terceiro quarto deixamos Guaxupé assumir o jogo e abrir uma diferença de 11 pontos. Faltando 3 minutos para o final o placar apontava 50 a 39 para Guaxupé, mais com uma defesa forte e vários roubos de bola conseguimos diminuir a diferença e faltando 6 segundos para o final, o Ala Matheus converteu 2 pontos para o Rio Pardo, dando a vitória para o time alvinegro. "Nossa equipe é muito jovem, composta quase com 9 jogadores do sub 18, mais conseguimos jogar muito bem e garantir a vitória. 
Atuaram para o Rio Pardo FC: Inácio (7), Matheus Gerra (10), Renan Cipriano, Samuel Brito, Gabriel Souza (11), Bruno Sebastião (6), Tellison Leão (5), Leonardo França (2), Leandro (2) e Flávio Rosa (6).
No próximo final de semana dia 30 domingo, a equipe sub 14 viaja até a cidade de Arceburgo para enfrentar a equipe local pela Copa Difusão 2017.   

quarta-feira, 19 de abril de 2017

CAMPO MOURÃO PERDE O JOGO 5 PARA O VITÓRIA DA BAHIA

Não foi o jogo 5 que a torcida, comissão técnica e os jogadores imaginavam e queriam em Salvador. Assim, o Campo Mourão Basquete se despede do NBB 9 e o Vitória da Bahia com o placar de 73 a 60 está classificado e já neste sábado, ás 19 horas, vai iniciar as quartas-de-final jogando em casa diante do Mogi das Cruzes.
O primeiro período foi equilibrado, com vitória no final do Vitória por 15 a 12, , mas nos outros três - (42 a 28 ao fim do primeiro tempo e com 23 pontos de diferença no início do quarto final. O time de Salvador dominou o jogo, fez boa vantagem e teve a tranquilidade necessária para fazer valer sua força diante da sua torcida na noite de terça-feira (18), no ginásio de Cajazeiras, na capital de todos os baianos.
O site do NBB destaca que “em sua primeira temporada no NBB CAIXA, o Campo Mourão fez campanha histórica ao terminar na décima colocação durante a fase de classificação, avançar aos playoffs e fazer uma série emocionante contra o Vitória. Com muito suor e momentos incríveis ao longo desta edição, os atletas da única equipe paranaense presente na competição saem de cabeça erguida.”
MISTURA DE SENTIMENTOS:  Para o técnico mourãoense Emerson de Souza “A tristeza da derrota não pode passar por cima do trabalho que foi feito ao longo destes últimos anos para que a gente colocasse Campo Mourão na elite do basquete brasileiro. Trabalho muito duro dentro da quadra e principalmente fora. Os jogadores compraram nossa ideia e nós tivemos apoio de toda nossa cidade e de todo nosso Estado. A partir de amanhã já começam os trabalhos para próxima temporada, com mais estrutura e organização“, declarou ao site do NBB. 

terça-feira, 18 de abril de 2017

RIO PARDO FC ENFRENTA GUAXUPÉ PELA LIDARP


A equipe adulta de basquete do Rio Pardo FC enfrenta nesse domingo dia 23 de abril em São Sebastião do Paraiso a equipe de Guaxupé. a partida é válida pela segunda rodada do Campeonato adulto da Lidarp (Liga Desportiva do Alto Rio Pardo), no outro jogo da rodada a equipe da casa enfrenta Guaranésia. Para o técnico Hebinho o jogo é decisivo para a equipe alvinegra, pois um derrota elimina a equipe, e uma vitória a equipe alvinegra passa a decidir a classificação em casa no dia no dia 14 de maio contra Guaranésia. 
A base da equipe do adulto é a equipe sub 17 que foi terceira colocada na Lidarp ano passado. Para essa partida devem jogar, Gabriel, Brito, Leonardo, João Lucas, Octávio, Bruninho, Tellison, Flávio, Inácio, Matheus e Leandro.

domingo, 16 de abril de 2017

RESPEITA O CAÇULA


Em partida disputada na manhã deste domingo (16/04), o Campo Mourão empatou a série contra o Universo/Vitória e forçou a realização do Jogo 5 na série válida pelas oitavas de final do NBB CAIXA 2016/2017. Atuando em casa, no Ginásio Belin Carolo, o time paranaense venceu por 68 a 66 e igualou o confronto em 2 a 2.
O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.
Decisão na terça: A quinta e decisiva partida da série será disputada nesta terça-feira, às 21h30, com transmissão ao vivo do #NBBnaWEB. Por ter feito melhor campanha na fase de classificação, o Vitória disputará o Jogo 5 em casa, no Ginásio de Cajazeiras. Quem vencer enfrentará o Mogi nas quartas.
O cara: Douglas Nunes teve mais uma grande atuação e comandou o triunfo dos paranaeneses. Com um duplo-duplo 17 pontos e dez assistências, o ala/pivô roubou a cena e totalizou 25 pontos de eficiência – maior marca da partida.
Fala aí: “Pouca gente acreditava que a gente poderia ir para o Jogo 5, depois de termos 2 x 0 de desvantagem. Hoje mostramos mais uma vez a força desse time de Campo Mourão e não estamos satisfeitos. Vamos com tudo para Salvador e queremos surpreender ainda mais”, disse Douglas.
Arremesso decisivo: Com 32 segundos para o fim do jogo, Campo Mourão tinha um ponto de vantagem (62 a 61) e a posse de bola nas mãos. A equipe segurou o jogo e parecia que estouraria os 24 segundos. Foi então que Isaac Thornton chamou a responsabilidade e acertou um arremesso de três pontos, mesmo sob forte marcação, que praticamente decretou o triunfo dos donos da casa.
Não foi só isso: Responsável pelo arremesso mais importante do jogo, Isaac foi outro destaque da equipe vencedora e deixou a quadra com 14 pontos, quatro rebotes e três assistências na conta.
Bem que tentaram: Do lado do Vitória, os destaques ficaram por conta dos norte-americanos Kenny Dawkins e Keyron Sheard. O primeiro foi o cestinha do jogo, com 19 pontos, e ainda contribuiu com sete rebotes e cinco assistências. Já seu compatriota deixou a quadra com 18 pontos.
Fala aí: “Sabíamos que seria um jogo duro. Jogar aqui em Campo Mourão não é fácil e eles estavam com moral depois de nos vencer lá em Salvador. Mas agora é esquecer tudo o que passou e focar completamente em corrigir os erros para o Jogo 5”, disse Dawkins.
Garrafão dominado: Assim como no Jogo 3, Campo Mourão teve amplo domínio nos rebotes. A equipe do técnico Emerson de Souza teve 44 rebotes, sendo 19 deles em seu ataque, contra apenas 29 do time baiano.
Que bola! O Vitória chegou ao intervalo vencendo por dois pontos (29 a 27) e para isso contou com uma linda bola de três pontos de Keyron no último lance do segundo quarto. Restando dois segundos, o norte-americano recebeu passe por trás da defesa paranaense e, mesmo desequilibrado, converteu o arremesso para dar a liderança parcial aos rubro-negros.
Dejavú? Ao final do terceiro quarto, o Vitória converteu novamente uma bola de três pontos no último segundo, desta vez com André Goés. A linda jogada individual do camisa 40 fez o time visitante chegar ao período final na liderança, por 48 a 45.
Emoção até o fim: No início do último quarto, a equipe rubro-negra chegou a estender sua liderança para sete pontos (53 a 46), mas Campo Mourão reagiu rapidamente e o jogo chegou a seus minutos finais completamente aberto.

sábado, 15 de abril de 2017

NADA DISSO!!!!


O Campo Mourão segue vivo no NBB CAIXA 2016/2017. Mesmo fora de casa e com a pressão de ter que vencer para não ser eliminado, o time paranaense bateu o Universo/Vitória, nesta quinta-feira (13/04), por 81 a 72, e garantiu seu primeiro triunfo no confronto válido pelas oitavas de final do campeonato nacional.
O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio master da CAIXA, o patrocínio da SKY e os apoios do Ministério do Esporte e da Avianca.
Agora é no Paraná: Depois do grande resultado em Salvador, o Campo Mourão terá a chance de empatar a série em 2 a 2 ao lado de sua torcida, neste domingo (16/04), às 11 horas, com transmissão ao vivo dos canais SporTV.
Desta vez, não! Após sofrer grande virada no Jogo 2, a equipe do Paraná se segurou firme na liderança durante praticamente todo o jogo e venceu a partida de “vida ou morte” com propriedade. O Vitória esteve à frente no placar apenas em duas rápidas oportunidades no terceiro quarto.
Peças chave: Douglas Nunes e Leandro foram cruciais para o triunfo mourãoense. Com 20 e 16 pontos, respectivamente, os jogadores apareceram muito bem nos momentos importantes da partida, principalmente no terceiro quarto – a dupla marcou 14 dos 16 pontos da equipe na parcial.
Fala aí: “No último jogo não tivemos cabeça no finalzinho, mas a gente sabia que tinha chance de ganhar aqui dentro. Não só eu, mas como o todo o grupo teve grande atuação. Sabemos que temos totais condições de fazer um bom basquete e foi isso que aconteceu hoje”, disse o experiente ala/pivô Leandro, de 36 anos, que teve sua melhor atuação na temporada.
Top scorer: O ala Isaac Thornton foi outro nome importante pelo time visitante, especialmente no primeiro tempo. Com direito até a cesta de 3 pontos seguida de falta, o norte-americano marcou 21 de seus 22 pontos nos 20 minutos iniciais e foi o cestinha da equipe na partida. Na primeira metade do jogo, o camisa 0 teve quatro acertos em cinco arremessos de três pontos.

Fala aí: “Estávamos com 2 a 0 de desvantagem e muita gente já nos contava como carta fora do baralho. Mas nosso time estava muito focado e estou muito satisfeito com nossa atuação hoje. Fizemos um grande jogo e agora vamos com tudo para o jogo lá em Campo Mourão”
Comandou o início: Em noite inspirada, Isaac marcou 13 dos primeiros 19 pontos do Campo Mourão no jogo. Depois, no segundo quarto, o camisa 0 seguiu atundo em alto nível, marcou mais oito pontos e foi fundamental para que os visitantes fossem para o intervalo com a liderança de ponta a ponta (45 a 38).
Segurou a pressão: No terceiro quarto, o Vitória se apresentou melhor e reagiu. Com destaque para Dawkins, a equipe baiana assumiu a liderança duas vezes seguidas no meio do período (50 a 49 e 52 a 51), mas Campo Mourão deu respostas rápidas com a dupla Douglas e Leandro e chegou após dez minutos finais vencendo por 61 a 55.
Teve tranquilidade: Na parcial final, o time do técnico Emerson de Souza não deu qualquer chance de reação ao Vitória. Atuando de maneira muito tranquila, a equipe dominou completamente as ações e garantiu o resultado positivo com folga nos minutos finais.
Números comprovam: Um dos grandes trunfos do Campo Mourão foi o domínio no garrafão. A equipe pegou 41 rebotes, sendo 16 deles ofensivos (dez no segundo tempo), contra 30 do Vitória. Sete jogadores diferentes contribuíram com quatro ou mais rebotes cada, Douglas (8), Cauê (5), Leandro (5), Isaac (5), Brown (4), Wesley (4) e Pastor (4).
Fala aí: “Nosso time tem uma das melhores defesas do campeonato e não conseguimos repetir esse desempenho nos dois últimos jogos. Estamos cometendo algumas falhas, principalmente nos rebotes. Temos que analisar os erros e estar pronto para próxima partida”, lamentou o pivô Coimbra, do Vitória.
Bem que tentou: Do lado do Vitória, o destaque ficou por conta de Kenny Dawkins. Com 26 pontos, o armador foi o cestinha da partida e ainda registrou cinco assistências e quatro bolas recuperadas.
Força, Betinho: Quarto maior cestinha da fase de classificação, Betinho sofreu uma lesão no cotovelo na primeira partida da série e precisará passar por cirurgia. Desta maneira, o atleta está fora do restante da temporada e sua recuperação deve durar cerca de quatro mesas.
Duplo desfalque: O Vitória mais uma vez não contou com os serviços do norte-americano Chris Hayes e do ala Edu Mariano, ambos lesionados.

sexta-feira, 14 de abril de 2017

"DO INFERNO AO CÉU!!!!!"

Campo Mourão, primeiro ano de NBB, pequeno orçamento para um grande campeonato, entrou com a desistência de São José dos Campos, mais uma vontade imensa de fazer história. Esses são os ingredientes da temporada incrível desse time comandado pelo excelente técnico e batalhador Emerson de Souza. 

Ao conseguir vitórias incríveis sobre Vasco, Vitória,Brasília, Pinheiros, Ceará, Paulistano e Mogi, todos já achavam que o caçula tinha feito o seu papel. Porém os comandados do técnico Emerson queriam mais. Conseguiram se classificar para os play offs, com várias rodadas de antecedência e com isso garantindo a sua vaga na edição do NBB 2017/2018. 
Agora nos play offs, mais uma para o time do Paraná. Após estar perdendo a séria por 2 a  0,e com uma derrota dignas de contos de fadas, a equipe de Campo Mourão se renasceu das cinzas e venceu o Vitória da Bahia em um jogo perfeito, não dando chances ao time baiano, e agora o quarto jogo volta para Campo Mourão no Ginásio Belin Carollo, para mais um jogo decisivo para os paranaenses. Se ganhar força o quinto e decisivo jogo e se perder dá adeus ao campeonato. 

O momento com certeza é dos Paranaense que estão com a moral alta e vai jogar em casa e o mais importante, o time morãoense vem jogando bem sem a sua principal estrela o ala Betinho que está lesionado e não jogo mais essa temporada. Nesse domingo as 11hs com transmissão ao vivo no Sportv mais um jogo digno do excelente basquete que o NBB está nos proporcionando. Vai campo Mourão conta a sua história!!!!!

quinta-feira, 6 de abril de 2017

RPFC / BASQUETE FEZ 5 JOGOS

As equipes de basquete masculino do RIO PARDO FC, estiveram em ação nesse final de semana pela copa Difusão 2017. No sábado as equipes sub 14, sub 16 e sub 18 viajaram até a cidade de São Sebastião do Paraíso para enfrentar as equipes da cidade mineira. No primeiro jogo a equipe sub 14 foi derrotado pelo Ouro Verde Tênis Clube por 48 a 43. Atuaram nessa partida, Gabriel, Victor, Vinícius, Gustavo, Gabriel Domingos, Vinicius Silva, Herculano, Fabrício, Matias e Iuri.   

No sub 16 a equipe do RIO PARDO FC  fez um jogo bastante disputado contra a equipe do Paraiso Basquete e venceu por 33 a 30, atuaram nessa partida: Rhaduam, Bruninho, Guilherme, Rafael, Gabriel, Victor, Matias, Herculano e Vinicius. 

No sub 18, mais uma vitória do RIO PARDO FC  por 42 a 27, atuaram nessa partida: Gabriel, Leonardo, Tellison, Igor, Brito, Octávio, Bruninho, Rhaduan, Lucas e Matheus.   

No domingo a equipe adulta, formada na sua maioria por atletas de 17 e 19 anos foi até a cidade de Guaxupé para enfrentar a equipe de São Sebastião do Paraíso e foi derrotada por 65 a 59. Para o técnico Hebinho a equipe de Paraíso é uma das candidatas ao título esse ano, porém os nossos atletas não se intimidaram, e conseguiram fazer um jogo equilibrado perdendo nos últimos segundos. 
Na quarta feira dia 5 de abril, as equipe do Rio Pardo FC e AAR se enfrentaram no ginásio do Rio Pardo FC na categoria sub 14 pela Copa Difusão e a equipe alvinegra foi derrotada por 26 a 53. Para o técnico Hebinho de Souza, Esse primeiros jogo mostra que o basquete do rio Pardo vem evoluindoa  cada ano e que a cada dia mais associados vem demostrando interesse no basquete alvinegro. Hoje temos todas as idade no masculino e para as meninas só não temo a categoria adulto. 
O proximo compromisso do Riop Pardo FC é nesse domingo dia 9 de abril em Machado na estréia da categoria sub 13 na Lidarp, os jogo serão contra as equipe de Varginha e Pouso Alegre. 

FINAIS DA COPA DIFUSÃO DE BASQUETE

As finais da COPA DIFUSÃO DE BASQUETE 2017, categorias sub 10 e sub 12 masculino e sub 12, sub 13  e sub 15 feminino, aconteceram ne...